Colchão Ideal


Nós passamos aproximadamente um terço de nossa vida dormindo. Por isso, um bom colchão pode influenciar muito na saúde da coluna. Um sono tranquilo e contínuo é fundamental para a nossa saúde e um bom rendimento no dia-a-dia. A falta de sono pode contribuir para um aumento do estresse e um aumento da dor.

Durante um dia normal, a coluna vertebral passa o dia todo suportando o peso do corpo e participando em todos os movimentos que realizamos. O período em que ficamos deitados e dormindo deve ser completamente restaurador para que a coluna vertebral possa se recuperar. Isso pode ser tornar difícil ou até mesmo impossível se não utilizarmos um colchão adequado.
 
Então, quais são as características de um bom colchão? É importante ser mais duro ou mais macio? 
Um bom colchão deve manter o mesmo alinhamento natural da coluna de quando estamos em pé. Os músculos devem ficar relaxados e esse posicionamento fisiológico determina um sono mais reparador e tranquilo.

Existem diversos tipos diferentes como: colchões de mola, de espuma, de água, de ar, etc. O melhor tipo de colchão é aquele que oferece o maior apoio e é o mais confortável para você. Ele deve ser projetado para distribuir a pressão uniformemente pelo corpo para ajudar a circulação, diminuir o movimento do corpo e melhorar a qualidade do sono. Em colchões de casais, ele também deve ser concebido para minimizar a transferência de movimento a partir de um parceiro para o outro. Portanto, a escolha é individualizada.

Entretanto, sabemos que há uma grande diferença em termos de firmeza e durabilidade em cada um. O colchão mais firme não é necessariamente o melhor. Um colchão muito firme não é capaz de suportar a coluna uniformemente, ele tende a suportar apenas as partes mais pesadas do corpo. Por outro lado, um colchão extremamente macio também evita que a coluna permaneça em seu alinhamento fisiológico. O ideal é apresentar uma densidade ou firmeza média para o indivíduo, o que varia de pessoa para pessoa.

O primeiro passo ao comprar um colchão é experimentá-lo. Deite-se sobre ele como normalmente você costuma dormir e procure virar de um lado para o outro para sentir sua densidade e seu movimento. Fique atento com alguns termos que frequentemente são utilizados comercialmente como " ortopédicos ” , pois nem sempre isso tem significado na prática médica. O mais importante é verificar se esse determinado tipo de colchão é capaz de apoiar sua coluna em uma curvatura natural confortável, e isso varia muito de indivíduo para indivíduo pois cada pessoa tem um determinado peso, constituição corporal, altura, etc.
 
E a durabilidade do colchão?
A durabilidade pode variar muito entre os colchões e está diretamente relacionada aos seus componentes de fabricação. Um bom colchão deve durar de 8 a 10 anos, portanto é importante verificar a garantia oferecida pelo fabricante. Se você já possui um colchão há mais de 10 anos, é provável que precisará de um novo. Alguns sinais como acordar cansado e dolorido, rangidos do colchão, dificuldade em se manter na mesma posição no colchão e rolar para outra posição durante o sono podem indicar que está na hora de trocá-lo.


A posição de dormir faz diferença?

Sim! Dormir de lado, com os joelhos dobrados ou com um travesseiro entre os joelhos, é a melhor maneira de manter a postura corporal adequada. Se você prefere dormir de costas, coloque um travesseiro sob os joelhos para apoiar a curva normal da parte inferior das costas. Dormir de barriga para baixo ou com a cabeça elevada em um travesseiro grande, dificulta a manutenção da curvatura fisiológica da coluna, bem como aumenta a pressão sobre o diafragma e os pulmões. Essa posição pode levar a um sono menos reparador e até determinar dor.





CONTATOS
Central de Marcação Voz/Whatsapp
(85) 9 8960.9554
 
Email
pedro.coluna@gmail.com
 
DEPOIMENTOS
Luciana Avelar Moreira
Nunca imaginei que fosse precisar fazer uma cirurgia tão importante e delicada como essa, mas Graças ao Dr Pedro Coutinho e sua equipe professional ex...
Ver Todos



Todos os direitos reservados